::Giadíase como tratar

A giardíase é uma doença comum de cães, gatos e humanos, que freqüentemente é subestimada. É uma zoonose importante e é imperativo que tanto o animal de estimação quanto a família protejam-se da infecção.

O tratamento pode fornecer um controle eficaz, mas, em muitas situações, as reinfestações são comuns, devido à dificuldade em se eliminar a fonte de infecção do meio ambiente.

As taxas de infecção são altas nas áreas onde existem grandes populações de humanos e animais, devido a maior oportunidade de transmissão direta e indireta da enfermidade.

A ingestão de somente 10 cistos é capaz de causar a infecção. A maior prevalência das infecções por Giárdia ocorre entre os indivíduos jovens, sem resistência imunológica, e que são mais suscetíveis à ingestão de material fecal.
As fontes de infecção mais comuns são água e fezes contaminadas. A transmissão fecal-oral de Giárdia é comum tanto em animais como em humanos; os animais em confinamento podem estar expostos a grandes quantidades de cistos infectantes no material fecal, o qual aumenta as possibilidades de transmissão da enfermidade.

Por isso eu sempre digo : só dê água mineral ou filtrada para o seu cão!

Outra coisa, caso você saia do banho ainda molhado, não deixe o cão lamber suas pernas e seus pés, porque dessa água também pega Giárdia...a do chuveiro.
Os trofozoítos de Giárdia não sobrevivem no meio ambiente. No entanto, os cistos são resistentes a alguns fatores ambientais, como águas com baixa concentração de bactérias e contaminantes orgânicos, e suscetíveis a outros, como altas temperaturas.

É considerada uma enfermidade emergente, devido à falta de métodos efetivos de controle em humanos e animais. Um dos principais problemas é a contaminação ambiental disseminada.

A Giárdia com seu ciclo de vida simples e a capacidade de seus cistos de sobreviver no ambiente, tem permitido que a infecção se converta em uma das mais predominantes enfermidades parasitárias em muitas espécies de mamíferos.

Passe um pano no ambiente com HERBALVET ou QBOA Com Sal (em um balde com água . única coisa que mata os cistos da Giárdia no ambiente. (o bicho é resistente).

Sinais Clínicos

Os sinais clínicos podem ser severos, mas uma grande parcela dos infectados pode permanecer assintomática, e os animais jovens são os que, mais freqüentemente desenvolvem os sintomas. Os sinais clínicos da giardíase incluem diarréia muito mal cheirosa (com aspecto de clara de ovo com pontinhos vermelhos). aguda ou crônica, vômito, dor abdominal , desidratação, perda de peso ou redução do ganho do mesmo.
Não existem sinais característicos da giardíase, pois diversas enfermidades intestinais se assemelham a ela, como ocorre com as gastroenterites virais, as bacterianas e as causadas por outros parasitos.Também se assemelha às alergias de origem alimentar, à enfermidade da má-absorção, a gastroenterite induzida por fármacos e as enfermidades alérgicas.


Diagnóstico

O método mais indicado, hoje, para a detecção de Giárdia nas fezes é a Flotação com Sulfato de zinco com centrifugação, um teste diagnóstico econômico e muito eficaz. Um fator importante é a necessidade de utilizar três amostras de fezes, coletadas em dias alternados, ao longo de uma semana. Isto porque a eliminação de cistos é intermitente, o que pode gerar resultados falso-negativos quando se utiliza uma única amostra.


Tratamento

Os agentes quimioterápicos incluem os nitroimidazóis (metronidazol, tinidazol), furadolizona, benzimidazóis (febendazol, albendazol), entre outros. Eu dou Flágil e Bactrim (os dois juntos  de 12 em 12 horas durante 10 dias. É por suspensão e o gosto é bom (pois serve para crianças também. Flágil não é antibiótico e Bactrim é o antibiótico, os dois combinados Matam mesmo o protozoário, é muito eficaz. O Giardicid eu já dei e só matou um tipo de giárdia, é um remédio muito forte e eu não aconselho. (e é em capsulas).

O ideal é quando as fezes do cão começar a ficar mole , já dê um flágil 3 dias seguidos.

O mais comum é que a base do tratamento da giardíase seja eliminar os sinais clínicos associados com a infecção. Nos animais, freqüentemente ocorre a reinfestação, se os cistos infectantes não são retirados do ambiente. Isto implica em uma limpeza e desinfecção profundas sempre que possível, além de assegurar que a água e o alimento não se contaminem com as fezes.


Vacina

Está provado que a vacina estimula o animal a resistir ao parasito, sendo uma solução efetiva em longo prazo para o controle desta enfermidade parasitária, já que a imunidade natural contra Giárdia é de curta duração. Mesmo que os tratamentos se mostrem eficazes, a reinfecção em animais é muito freqüente  devido à dificuldade de se eliminar os cistos infectantes do ambiente. Um animal vacinado, além de protegido contra giardíase, não representará mais uma fonte de infecção a outros animais e até mesmo a seres humanos contactantes. PS: Não adianta dar a vacina depois do cão infectado.
Dê depois das 3 vacinas polivalentes, são 2 doses. Não vou dizer que é eficaz e o cão nunca vai pegar, mas protege! O que faz o cão não pegar é a higiene do local, e água filtrada ou mineral.


Fonte: http://canilmonamourmegan.blogspot.com/





14 comentários:

  1. acho que meu cãozinho está com giardíase,pois é uma briga com pardais que querem comer a ração dele e ele está com sintomas ,pois vomitou,defecou como se não tivesse controle e agora quer defecar e não consegue e chora como se tivesse dor na barriguinha.ah ,meu cãozinho é um lhasa-apso.

    ResponderExcluir
  2. posso flagyl + bactrim para femea q esta amamentado??? Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Sempre vacinei minha cachorrinha e ela nunca pegou, mas há 2 anos pararam de fornecer a vacina e ela pegou. Alguém sabe se algum veterinário tem? Já rodei o Rio de Janeiro..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aqui em nova iguaçu tem local veterinaria CENTAUROS

      Excluir
  4. meu cachorro boxer ja se reencontaminou muitas vezes dei albendazol.. vou tentar bactrin..
    obrigada

    ResponderExcluir
  5. Tenho 6 cachorrinhas...de raça variadas...e pequena...uma se contaminou...ja estava ate evacuando sangue...levei ao veterinario...como nao vi melhora na medicaçao dele...resolvi procurar na net...e encontrei esse site...segui a risca o q aqui esta escrito...a primeira q se contaminou ja esta melhor e comendo...mas contaminou mais 3...q estou fazendo o mesmo tratamento...e outras duas...estou dando o Flagil...por prevençao...queria saber...com que frequencia eu posso dar o Flagil pra elas...tenho mais 12 cachorros...só q nao estao em contatos com as q se contaminaram...vou dar Flagil pra todos posso?

    ResponderExcluir
  6. adriny dos santos4 de março de 2013 16:12

    minha cadela esta com giargia , perdeu peso, parou de vomitar mas continua com diarreia . ela esta internada tomando soro e medicamento para aumentar a imunidade
    estou torcendo que ela sobreviva.

    ResponderExcluir
  7. Meus gatos estao com giardiase, estou dando Eurofloxacina, posso dar flagil para eles agora? e qual a dosagem a administrar?

    ResponderExcluir
  8. Dosagem e tempo e tratamento
    Aqui, meu veterinário receitou 0,6ml de bactrin e 0,9ml de flagil durante seis dias a cada 12h para um filhote com idade média de 2 meses. Animais maiores considerar 0,6ml e 0,9ml (menos que 1 ml) para cada kg.

    ResponderExcluir
  9. Se o seu animal está doente, leve ao veterinário imediatamente. Não administre nada sozinho

    ResponderExcluir
  10. tenho um rotwailer com 3 meses ele está com verme "giádise",

    qual o remédio mas aconselhável para ele. com 45 dias ele tomou dontrol e com 2 mêses ele tomou giadic, depois disso não dei mais nada, qual eu dou para ele agora que está com 3 meses pesando uns 9 a 10 kilos

    ResponderExcluir
  11. tenho 6 animis em casa...apesar de todos vacinados e com o uso do herbalvet,constante na limpeza da casa, assim mesmo meus animais apresentam sintomas de giardia...O que devemos fazer já que a vacina não nos dá garantias?

    ResponderExcluir
  12. MEU CACHORRO ESTA COM GIARDIA TEM 6 MESES ELE. O QUE POSSO DA E A DOSAGEM

    ResponderExcluir
  13. Aqui, para os adultos, administramos Endogard por três dias consecutivos para tratamento de giardia. O remédio é muito bom e resolve.

    ResponderExcluir